Sátira – O Que é, Características, Autores e Exemplos


Sátira é um termo bastante utilizado no meio literário e artístico. Para entender no que consiste um texto satírico, suas características e ver exemplos, confira nosso artigo.

O que é sátira?

A sátira consiste em um tipo de técnica literária ou artística aplicada com o objetivo de ridicularizar determinado tema por meio do uso de paródias ou uso de adjetivos satíricos. Esse tipo de texto ou arte é muito usado principalmente em temas políticos. Com relação às principais técnicas satíricas empregadas, elas são:

Uso da hipérbole

A hipérbole é uma figura de linguagem caracterizada pelo exagero proposital, empregado principalmente para destacar defeitos e qualidades.



Crítica social

Conforme mencionados, a sátira é muito utilizada para fazer referência à política como forma bem-humorada de crítica social.

Elementos da antiguidade

Tanto na literatura quanto nas artes visuais é comum que a sátira utilize alguns personagens ou elementos da antiguidade, figuras históricas etc.

Características da sátira

No que se refere às características da sátira, as principais delas são:

  • Forte presença de termos irônicos e sarcásticos;
  • Ainda que a sátira não tenha exatamente o objetivo de levar as pessoas ao riso, de forma geral ela se aproxima bastante da comédia;
  • Sátiras muitas vezes trazem uma crítica social que é feita aos costumes ou às pessoas de maneira quase sempre caricata. É exatamente por esta razão que a maioria dos textos ou artes satíricas tem como alvo pessoas de alta importância na sociedade (políticos, artistas, esportistas etc.);
  • A sátira pode ser usada como um poderoso instrumento para exposição de ideias, sendo usada em jornais, revistas, televisão, redes sociais, cinema etc.;
  • Nas sátiras também é possível observar um certo tom de denúncia com relação a assuntos que, supostamente, deveriam ser tratados de forma séria;
  • Ainda que as sátiras tenham um forte teor crítico, elas nem sempre são utilizadas de forma destrutiva;
  • É bastante comum que as sátiras contenham diálogos com mistura de estilos literários.

Autores de sátira

Entre os autores de sátira mais relevantes, que são considerados referências para os atuais escritores, jornalistas e demais artistas que elaboram sátiras, destacamos:

Arthur Evelyn Waugh (1903-1966)

Esse escritor britânico é considerado até hoje como um dos mais relevantes autores de sátiras do século 20. Waugh é conhecido principalmente por sua obra “Reviver o Passado em Brideshead”, que originou uma famosa série televisiva produzida pela Granada Television.

Aldous Huxley (1894-1963)

Trata-se de um dos mais conhecidos escritores ingleses. Sua obra mais famosa é “Admirável Mundo Novo”.  Huxley é lembrado pela publicação de diversos textos satíricos, sendo muitos deles relacionados à política.



Samuel Beckett (1906-1989)

O escritor e dramaturgo Samuel Beckett é um dos nomes mais lembrados no campo da sátira, sendo considerado ainda um dos escritores mais relevantes e influentes do século 20. Além de ser um dos últimos modernistas, Beckett está entre os fundadores do teatro do absurdo, que tem como principais características a reação contra a “camisa-de-força” do realismo e apresentação de situações ilógicas ou inusitadas.

Wyndham Lewis (1882-1957)

Autor de uma grande quantidade de obras, esse escritor inglês é outro dos nomes mais lembrados quanto à elaboração de sátiras de caráter político e social. Além de ter atuado como escritor e romancista, Lewis foi pintor.

Gregório de Matos (1636-1696)

O escritor Gregório de Matos, apelidado de “Boca do Inferno” ou “Boca de Brasa”, foi um advogado e escritor que viveu no período do Brasil colonial. Trata-se de um dos nomes mais estudados e lembrados da Literatura Brasileira, sendo considerado o mais relevante poeta satírico da Língua Portuguesa no Brasil-colônia.

Frases de autores de sátiras

sátiras



“Pontualidade é a virtude do chato.” (Arthur Evelyn Waugh)

“O dinheiro não fala apenas, ele também impõe silêncio.” (Aldous Huxley)

“Todos nós nascemos loucos. Alguns permanecem.” (Samuel Beckett)

“Sempre tentei. Sempre fracassei. Não importa. Tente de novo. Fracasse de novo. Fracasse melhor.” (Samuel Beckett)



“Morrer por uma ideia soa bem, mas não lhe parece melhor deixar a ideia morrer em vez de você.”  (Wyndham Lewis)

“Porém, se acaba o sol, por que nascia? Se é tão formosa a luz, por que não dura?” (Gregório de Matos)

Depois de aprender sobre sátira, confira nossos demais conteúdos sobre literatura e Língua Portuguesa para melhorar suas notas e aprimorar seus conhecimentos.

Imagens: hcinvestimentos.com / altoastral.com.br