Rachel de Queiroz: Biografia Resumida, Vida e Obras


Rachel de Queiroz é uma das escritoras mais lembradas no Brasil, sendo nome marcante na literatura. Vejamos algumas frases dela:

  • “Cada coisa tem sua hora e cada hora o seu cuidado.”
  • “A vida é uma tarefa que não pode ser dividida com ninguém.”
  • “Falam que o tempo apaga tudo. Tempo não apaga, tempo adormece.”
  • “Acho que a gente tem que dar o testemunho fiel do seu tempo e da sua gente e as conclusões que sejam tiradas.”
  • “Gosto do ser humano, gosto da humanidade, gosto dos meus próximos e dos distantes.”

Para saber todos os detalhes sobre a vida e obras dessa grande escritora, confira nosso artigo.

Rachel de Queiroz – biografia resumida

  • Nome completo: Rachel de Queiroz
  • Data de nascimento: 17/11/1910
  • Local de nascimento: Fortaleza – CE
  • Atuou como: escritora, jornalista, tradutora, romancista, cronista e dramaturga
  • Foi casada com: José Auto da Cruz Oliveira (primeiro marido) e Oyama de Macedo (segundo marido)
  • Data de falecimento de Rachel de Queiroz: 04/11/2003 (aos 92 anos)
  • Local de falecimento: Rio de Janeiro
  • Motivo da morte: complicações cardiovasculares

Principais contribuições para a literatura brasileira

As obras de Rachel de Queiroz são marcadas pela forte temática social do Nordeste brasileiro, sendo essa escritora uma das precursoras do romance regionalista durante a segunda fase do movimento modernista no Brasil.



A preocupação com questões sociais que envolviam o povo nordestino, região de origem de Rachel, fez com que suas obras tivessem grande interferência em questões políticas da época. É possível afirmar que Rachel foi a primeira escritora brasileira a projetar a alma do sertão nordestino, o que de certa forma revolucionou a concepção da literatura brasileira.

Rachel de Queiroz se destaca também por ter produzido diversos gêneros literários, atuando em diversos campos da escrita. Devido à importância de suas obras, no dia 4 de agosto de 1977 Rachel foi eleita para ocupar a cadeira nº 5 da Academia Brasileira de Letras, tornando-se a primeira mulher a integrar a Academia.

Rachel de Queiroz – vida

Infância

Ainda que tenha nascido em Fortaleza – CE, a escritora, filha de intelectuais, passou parte de sua infância no Rio de Janeiro e em Belém do Pará. Anos depois, Rachel retorna para o Ceará e ingressa no Colégio Imaculada Conceição. No ano de 1925, forma-se em professora com apenas 15 anos de idade. Rachel sempre fora afeita aos estudos e desde criança chamava atenção pelo olhar sensível com que via o mundo a sua volta.

Trabalho e relação com a literatura

Depois de passar alguns anos lecionando História, em 1930 Rachel publica seu primeiro livro de romance: “O Quinze”. Essa é até hoje uma das obras mais estudadas dessa escritora, já que ela fala sobre a seca que acometeu o Nordeste em 1915 e a vida dos retirantes, que àquela época sofriam de maneira muito mais grave as consequências do clima árido e o forte preconceito ao mudarem-se para outras regiões do Brasil em busca de uma vida melhor.

No ano de 1927, Rachel é convidada para publicar suas crônicas no Jornal do Ceará e, com isso, passa a atuar também como repórter.

Casamento e família

Rachel de Queiroz casou-se pela primeira vez no ano de 1932 com o poeta José Auto da Cruz Oliveira. No entanto, o casamento durou pouco e em 1939 o casal se separou. Em 1940, a escritora casou-se novamente com o médico Oyama de Macedo, com quem ficou até o final da vida.



Falecimento

Rachel de Queiroz faleceu em 4 de novembro de 2003, descansando em sua rede, na cidade do Rio de Janeiro devido a complicações cardiovasculares que já se apresentavam em virtude da idade.

Rachel de Queiroz – obras

Rachel de Queiroz

  • 1930 – O Quinze
  • 1932 – João Miguel
  • 1937 – Caminhos de Pedras
  • 1939 – As Três Marias
  • 1948 – Três Romances
  • 1950 – O Galo de Ouro
  • 1953 – Lampião
  • 1958 – A Beata Maria do Egito
  • 1960 – Quatro Romances
  • 1969 – O Menino Mágico
  • 1973 – Seleta
  • 1975 – Dora Doralina
  • 1992 – Memorial de Maria Moura
  • 1992 – Andira
  • 1993 – As Terras Ásperas
  • 1995 – Teatro
  • 2002 – Falso Mar, Falso Mundo
  • 2010 – O Não Me Deixes: suas histórias e sua cozinha

Além de saber detalhes sobre a vida e obras de Rachel de Queiroz, confira nossos outros conteúdos sobre a literatura no Brasil e no mundo.

Imagens: opovo.com.br / pensador.com