Mário Quintana: Biografia Resumida, Vida e Obras


Uma frase de Mário Quintana: “O segredo é não correr atrás das borboletas. É cuidar bem do jardim para que elas venham até você”. Essas palavras demonstram a sensibilidade deste que é considerado um dos maiores poetas brasileiros. Para saber sobre a vida desse gênio que viu com olhos de poeta as coisas simples da vida, confira este artigo.

Mário Quintana – biografia resumida

  • Nome completo: Mário de Miranda Quintana
  • Data de nascimento: 30/07/1906
  • Local de nascimento: Alegrete, Rio Grande do Sul
  • Formação: estudou no Colégio Militar de Porto Alegre e passou a atuar como jornalista e tradutor.
  • Data de falecimento: 05/05/1994 (aos 87 anos)
  • Local de falecimento: Porto Alegre, Rio Grande do Sul
  • Motivo da morte: pneumonia
  • Mário Quintana não casou e não teve filhos.

Vida de Mário Quintana

Mário Quintana era filho de um farmacêutico e de uma dona de casa, tendo passado a maior parte da sua infância na cidade de Alegrete-RS. Aos 13 anos, o poeta mudou-se para a capital Porto Alegre e começou a estudar no Internato do “Colégio Militar de Porto Alegre.” A mãe de Mário Quintana faleceu no ano de 1926 e o pai, no ano de 1927.

Já durante a adolescência, Mário demonstrava grande habilidade com as palavras e se destacava por ter um olhar mais sensível com relação às coisas simples do cotidiano. Essa familiaridade com as letras fez que ele atuasse como jornalista em importantes meios de comunicação e também como tradutor. Mário chegou a traduzir obras de importantes autores mundiais: Voltaire, Balzac, Proust, Virgínia Woolf e muitos outros.



Mário Quintana lançou seu primeiro livro de poesias em 1940: “A Rua dos Cata-ventos.” Essa publicação deu início à carreira desse grande poeta. Em 1953, o autor iniciou suas atividades no jornal Correio do Povo. Em 1966 foi publicada a Antologia Poética de Mário Quintana, sendo que este livro ganhou muita atenção da Academia Brasileira de Letras.

Mário saiu do jornal Correio do Povo em 1977. Em 1980, o poeta recebeu o “Prêmio Machado de Assis” da Academia Brasileira de Letras e em 1981 recebeu o “Prêmio Jabuti” de Personalidade Literária do Ano. Sempre muito solitário, Mário Quintana viveu em hotéis durante boa parte de sua vida, sendo que de 1968 a 1980, o escritor morou no Hotel Majestic, que fica no centro histórico de Porto Alegre.

Depois desse período, sem condições de arcar com as despesas de moradia nesse hotel, Mário passou a viver em hotéis mais simples e passou os últimos anos de sua vida em um apart-hotel em Porto Alegre. Embora tenha tentado por diversas vezes tornar-se membro da Academia Brasileira de Letras, Mário nunca conseguiu ser eleito. Isso ocorreu em grande parte devido ao ambiente excessivamente politizado da Academia.

Além das muitas obras de poesia, Mário Quintana também escreveu livros infantis que até hoje são adotados em grande parte das escolas brasileiras. Devido à idade avançada, Mário sofria de complicações cardíacas e respiratórias, o que provocou sua morte em maio de 1994. Atualmente, no Hotel Majestic, onde Mário viveu por 15 anos, funciona a bela “Casa de Cultura Mário Quintana”, um dos mais importantes centros culturais do Brasil.

Mário Quintana – obras

Mário Quintana

  • 1940 – A Rua dos Cata-ventos
  • 1946 – Canções
  • 1948 – Sapato Florido
  • 1948 – O Batalhão de Letras
  • 1950 – O Aprendiz de Feiticeiro
  • 1951 – Espelho Mágico
  • 1953 – Inéditos e Esparsos
  • 1962 – Poesias
  • 1966 – Antologia Poética
  • 1968 – Pé de Pilão
  • 1973 – Caderno H
  • 1976 – Apontamentos de História Sobrenatural
  • 1976 – Quintanares
  • 1977 – A Vaca e o Hipogrifo
  • 1978 – Prosa e Verso
  • 1979 – Na Volta da Esquina
  • 1980 – Esconderijos do Tempo
  • 1981 – Nova Antologia Poética
  • 1982 – Mário Quintana
  • 1983 – Lili Inventa o Mundo
  • 1983 – Os Melhores Poemas de Mário Quintana
  • 1984 – Nariz de Vidro
  • 1984 – O Sapato Amarelo
  • 1985 – Primavera Cruza o Rio
  • 1986 – Oitenta Anos de Poesia
  • 1986 – Baú de Espantos
  • 1987 – Da Preguiça como Método de Trabalho
  • 1987 – Preparativos de Viagem
  • 1988 – Porta Giratória
  • 1989 – A Cor do Invisível
  • 1989 – Antologia Poética de Mário Quintana
  • 1990 – Velório sem Defunto
  • 1994 – Sapato Furado

Além de conhecer sobre Mário Quintana, fique por dentro dos nossos demais conteúdos sobre a vida dos maiores nomes da literatura brasileira, autores que até hoje são lidos por milhões de pessoas no Brasil e no mundo.



Imagens: mobile.mensagemespirita.com.br / sofraseperfeita1.blogspot.com