Castro Alves – Biografia Resumida, Vida e Obras

Castro Alves

Castro Alves é um dos maiores nomes da literatura brasileira, sendo até hoje um dos poetas mais estudados e lembrados no país. Para saber todos os detalhes sobre a biografia, vida e obras desse gênio das palavras, confira nosso artigo.

Biografia resumida de Castro Alves

  • Nome completo: Antônio Frederico de Castro Alves
  • Data de nascimento: 14 de março de 1847
  • Local de nascimento: Curralinho – Bahia
  • Formação: Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo
  • Data de falecimento: 6 de julho de 1871 (aos 24 anos)
  • Local de falecimento: Salvador – Bahia
  • Motivo da morte: Tuberculose

Principais contribuições para a literatura

A principal contribuição desse escritor para a literatura foi sua sensibilidade sem igual ao compreender as dores e dificuldades pelas quais passavam os escravos no Brasil. Castro Alves presenciou de perto os horrores do período da escravidão e fez versos de protesto que denunciavam os maus tratos sofridos pelos escravos aqui no Brasil. Exatamente por esse motivo, esse grande literato ficou muito conhecido como o “Poeta dos Escravos.”

Além das obras abordando a realidade escravocrata no Brasil, esse autor ofereceu grandes contribuições literárias ao escrever versos lírico-amorosos que lembram o estilo de Vítor Hugo (um dos mais notáveis escritores franceses). Castro Alves é considerado como um dos poetas mais importantes na transição entre os períodos do Romantismo e o Parnasianismo.



Vale ressaltar que o Parnasianismo consiste numa escola literária essencialmente poética, que teve seu início em 1850, na França. O objetivo desse movimento literário era, essencialmente, retomar as características da cultura clássica. Esse grande escritor também é reconhecido por ter dado ao romantismo um sentido mais social e de acordo com a realidade.

Vida de Castro Alves

Infância e adolescência

Castro Alves era filho de um médico e uma dona de casa. No ano de 1954, a família mudou-se para Salvador por motivos profissionais, já que o pai do escritor recebeu um importante convite para ministrar aulas na Faculdade de Medicina. Desde cedo, Castro Alves demonstrava grande vocação para a poesia. A mãe do escritor faleceu no ano de 1859. No ano de 1860, quando o poeta tinha apenas 13 anos, ele recitou sua primeira poesia numa festa na escola.

Em 1862, com o novo casamento de seu pai, toda família do escritor muda-se para Recife, cidade na qual o escritor iniciou os preparativos para ingressar na Faculdade de Direito. Justamente nesse período, a cidade de Recife era um local de importantes discussões quanto aos ideais de abolição e republicanos, ideais estes que tiveram grande influência nas obras de Castro Alves.

Foi na capital pernambucana que Castro Alves publicou seu primeiro poema “A Destruição de Jerusalém”, que foi um sucesso entre os leitores.

Na Faculdade de Direito

Em 1864, no mesmo ano em que o irmão morre, Castro Alves é aprovado na Faculdade de Direito e passa a participar intensamente de atividades estudantis e literárias, aumentando a frequência quanto à publicação de suas poesias.

Devido aos sintomas da tuberculose, ao final de 1864, Castro Alves retorna para Salvador e procura repousar. Em março de 1865, decide retornar a Recife e retomar os estudos na Faculdade de Direito. O pai de Castro Alves faleceu no dia 23 de janeiro de 1866, deixando 5 filhos menores de 14 anos, sendo que a maior responsabilidade ficou com a viúva do pai e com Castro Alves, que nesse momento tinha 19 anos.



Também no ano de 1866, o escritor começou a viver um intenso romance com Eugênia Câmara, que era 10 anos mais velha que ele. No ano de 1867, ele vai para o Rio de Janeiro e conhece Machado de Assis, que possibilita o ingresso de Castro Alves no meio literário.

Em 1867, o escritor vai para São Paulo e termina o curso de Direito na Faculdade do Largo do São Francisco e em 1868 termina seu romance com Eugênia Câmara. Durante período de férias enquanto caçava nos bosques da Lapa, Castro Alves sofre um grave ferimento no pé esquerdo, o que acarreta uma amputação.

No ano de 1870, ao retornar para Salvador, é publicado o único livro do escritor editado em vida, intitulado de “Espumas Flutuantes.”

Obras de Castro Alves

Castro Alves



As poesias de Castro Alves publicadas são:

  • O Navio Negreiro
  • Vozes d’África
  • A Canção do Africano
  • Os Anjos da Meia Noite
  • A Cachoeira de Paulo Afonso
  • Ode ao Dois de Julho
  • A Cruz da Estrada
  • O Laço de Fita
  • Adormecida
  • O Coração
  • Amar e Ser Amado
  • O “Adeus” de Teresa
  • Amemos! Dama Negra
  • Minhas Saudades
  • As Duas Flores
  • Hinos do Equador
  • Espumas Flutuantes

Depois de saber sobre Castro Alves, confira também nossos demais artigos falando sobre a rica literatura brasileira.

Imagens: sabedoriaecia.com.br / kdfrases.com