Uso da Vírgula – Regras Simples, Resumo, Exemplos e Dicas


uso da vírgula

O uso da vírgula é uma das matérias mais importantes no estudo da língua portuguesa e essencial para escrever melhor no dia a dia, seja para elaborar textos ou simplesmente escrever um e-mail corporativo. Para saber todas as regras que envolvem a aplicação da vírgula e nunca mais confundir, confira nosso post.

Uso da vírgula na mesma oração – 8 regras simples

A utilização da vírgula na mesma oração abrange seguir 8 regras essenciais para acertar na pontuação. Vamos a elas.

Regra nº 1 – A vírgula é usada para separar termos de mesma função.



Exemplos:

  • Gabriel, Henrique, Lorena e Mariana foram pescar.
  • Selecionaram uma garota-propaganda bonita, gentil, sorridente e atenciosa.

Regra nº 2 – A vírgula separa os predicativos deslocados dos núcleos a que se referem.

Exemplos:

  • A professora, irritada, convocou os alunos para uma conversa.
  • Preocupada, a gerente convocou uma reunião com a equipe.

Regra nº 3 – A vírgula é utilizada para separar o adjunto adverbial deslocado do seu lugar normal.

Exemplos:

  • Hoje, no Brasil, mais da metade da população feminina trabalha fora de casa.
  • Na virada do ano, a assistente Márcia trabalhava respondendo e-mails.

Regra nº 4 – Usa-se vírgula quando se coloca o objeto no início da oração para repeti-lo.



Exemplo:

  • Esse cheque, não voltaremos a tê-lo.

Regra nº 5 – Usam-se vírgulas quando se desloca, do início da oração, a conjunção adversativa ou conclusiva.

Exemplos:

  • Já foi aprovado o seu afastamento; não há, portanto, o que reclamar.
  • A situação exigia medida urgente; ele, porém, não se importava.

Regra nº6 – O uso da vírgula é empregado para separar o aposto e o vocativo do resto da oração.



Exemplos:

  • Lúcio, o filho do segundo casamento, decidiu que viveria com a mãe.
  • A verdade, senhores clientes, é que a responsabilidade é da loja.

Regra nº7 – A vírgula é aplicada para substituir um verbo subentendido.

Exemplo:

  • Dizem que as mulheres decidem com o coração; os homens, com o cérebro.

Regra nº 8 – É usada vírgula para separar expressões ou termos intercalados que servem para exemplificar, resumir, retificar, incluir ou excluir.

Exemplo:

  • Essa situação, por exemplo, deve ser resolvida de forma rápida.

Uso da vírgula entre orações – 4 regras simples

uso da vírgula

No que se refere à utilização da vírgula entre orações, é preciso seguir 4 regras básicas.

Regra nº 1 – A vírgula é empregada para separar orações coordenadas (com exceção daquelas iniciadas por e).

Exemplos:

  • Minha mãe faz curso de inglês, ouve palestras, atualiza-se.
  • Houve algumas dúvidas, mas todas elas foram solucionadas a tempo.

Obs.: a vírgula pode ser empregada antes de E no sentido de “mas” (Não leu, e foi bem na prova.); nos casos em que o sujeito da oração iniciada com E for diferente (Ele chegou, e Raquel fingiu estar calma); quando é repetida a conjunção E (Falou, e gritou, e chorou, e repetiu).

Regra nº 2 – Utiliza-se vírgula para separar as orações explicativas da principal.

Exemplos:

  • Roberto, que hoje tem 28 anos, mudou bastante.
  • Os homens, que são fortes, julgam-se fracos.

Regra nº 3 – O uso da vírgula serve para separar orações que antecedem a oração principal.

Exemplos:

  • Se não houver dedicação de todos, não se encontrará uma saída adequada.
  • Quando a revista estiver publicando tais trabalhos, eu aplaudirei de pé.

Regra nº 4 – Utiliza-se vírgula para separar orações intercaladas.

Exemplo:

  • A democracia, ainda que seja falha, é o melhor sistema de governo.

Uso de ponto-e-vírgula – 3 regras simples

Além de conhecer as regras quanto ao uso da vírgula, é essencial saber também quando deve ser utilizado o ponto-e-vírgula, outro importante recurso de pontuação.

Regra nº 1 – O ponto-e-vírgula é empregado para separar orações que já contenham vírgula (s).

Exemplo:

  • Ela agia certo; ele, errado.

Regra nº 2 – Usa-se ponto-e-vírgula para separar itens de uma enumeração.

Exemplo:

  • O numeral pode: indicar uma quantidade; denotar posição numa sequência; determinar número de vezes; indicar parte (s) de unidade.

Regra nº 3 – O ponto-e-vírgula é utilizado para enfatizar ideias adversativas (contrárias) ou conclusivas.

Exemplo:

  • Doeu; mas não chorou. Estudou; por isso mereceu a aprovação.

Com todas essas informações práticas sobre o uso da vírgula e emprego do ponto-e-vírgula ficará muito mais fácil dominar a utilização desses dois importantes recursos de pontuação, ganhando maior facilidade na escrita, seja na escola, no trabalho ou no dia a dia.

Imagens: cm-oleiros.pt / trianum.co.ke