Função Sintática – O Que é, Exemplos e Exercício Resolvido


A função sintática é uma das matérias mais importantes da língua portuguesa, sendo obrigatória nas provas e também muito usada nas regras do idioma no dia a dia. Para saber todos os detalhes sobre esse assunto, confira nosso artigo.

O Que é Função Sintática?

A função sintática consiste no papel que determinada palavra exerce numa oração, sendo que a função específica de cada palavra ou termo é determinada para análise sintática.

Vale ressaltar que na análise sintática, cada termo da oração é compreendido conforme a posição e sentido com o qual ele se apresenta na oração, o que define a relação com todos os demais termos.



Exemplos de Uma Análise Sintática

Para compreender a função sintática na prática, vejamos alguns exemplos de análise sintática nas orações.

1 – Ele leu a revista.

  • Ele = sujeito
  • Leu a revista = predicado
  • A revista = objeto direto
  • A = adjunto adnominal

2 – A porta foi arrumada pelo Paulo, um rapaz trabalhador.

  • A porta = sujeito
  • Foi arrumada pelo Paulo = predicado
  • Paulo = agente da passiva
  • Um rapaz trabalhador = aposto

3 – Eu acusei-o de mentiroso.

  • Eu = sujeito
  • Acusei-o de mentiroso = predicado
  • O = objeto direto
  • Mentiroso = predicativo do objeto

4 – Meu irmão está livre de responsabilidades.

  • Meu irmão = sujeito
  • Está livre de responsabilidades = predicado
  • Livre = predicativo do sujeito
  • Obrigações = complemento nominal

5 – Ontem, eu ofereci a moto ao meu cunhado.



  • Eu = sujeito
  • Ofereci a moto ao meu cunhado = predicado
  • A moto = objeto direto
  • Ao meu cunhado = objeto indireto
  • Ontem = adjunto adverbial
  • A, meu = adjunto adnominal

Classificação dos Termos da Oração

Na função sintática, a análise é feita mencionando os termos designados para o papel que cada palavra desempenha na oração. Há 3 tipos de termos: essenciais, integrantes e acessórios. Vejamos cada um deles.

Termos Essenciais da Oração

  • Sujeito
  • Predicado

Termos Integrantes da Oração

  • Objeto direto (complemento verbal)
  • Objeto indireto (complemento verbal)
  • Predicativo do sujeito
  • Predicativo do objeto
  • Complemento nominal
  • Agente da passiva

Termos Acessórios da Oração



  • Adjunto adnominal
  • Adjunto adverbial
  • Aposto

Diferença Entre Análise Sintática e Análise Morfológica

A função sintática, conforme mencionamos, é apresentada pela análise sintática, de acordo com os termos das orações mencionados acima.

Já a análise morfológica é aquela na qual a análise das palavras é feita independentemente da posição que ela ocupa na oração. A análise morfológica é feita de acordo com as dez classes gramaticais, que são:

  • Substantivo
  • Adjetivo
  • Verbo
  • Artigo
  • Pronome
  • Advérbio
  • Preposição
  • Conjunção
  • Numeral
  • Interjeição

Exercício Resolvido Sobre Função Sintática

Função sintática

Para fixar o aprendizado sobre função sintática, vejamos um exercício resolvido.

Exercício



Apresentar a análise sintática das orações mencionadas abaixo.

A) Laura quebrou a mesa.

Resolução

  • Laura = sujeito
  • Quebrou = verbo transitivo direto
  • A mesa = objeto direto
  • A = adjunto adnominal
  • Mesa = núcleo do objeto direto

B) Ricardo e Luciano gostam de ler todos os dias.

Resolução

  • Ricardo e Luciano = sujeito composto (aquele que possui dois núcleos)
  • Gostam de ler todos os dias = predicado verbal
  • De ler = objeto indireto
  • Todos os dias = adjunto adverbial de tempo

C) Acreditamos sempre em dias melhores

Resolução

  • Sujeito oculto = nós
  • Predicado verbal = acreditamos sempre em dias melhores.
  • Adjunto adverbial de tempo = sempre
  • Objeto indireto = em dias melhores
  • Predicativo do objeto = melhores

D) Meu tio está livre de impedimentos.

  • Sujeito = meu tio
  • Predicado = está livre de impedimentos
  • Predicativo do sujeito = livre
  • Complemento nominal = impedimentos

E) A casa foi pintada pelo Jonas, um profissional caprichoso.

  • Sujeito = a casa
  • Predicado = foi pintada pelo Jonas
  • Agente da passiva = Jonas
  • Aposto = um profissional caprichoso

Para fixar ainda mais o aprendizado, a recomendação é revisar os conteúdos relacionados à análise sintática, sobretudo no que diz respeito à classificação dos termos da oração e fazer listas de exercícios específicos sobre esse assunto.

O estudo da análise morfológica também é importante como forma de aprender a diferenciar essa análise da sintática. Isso evita uma série de dúvidas e confusões nos momentos de prova.

Além de aprender sobre função sintática, fique por dentro dos demais conteúdos sobre língua portuguesa e regras para fazer uma redação impecável.

Imagens: unifoa.edu.br / rededecursos.com.br