Denotação e Conotação – Como Diferenciar e Exemplos de Frases


Denotação e conotação referem-se, de forma geral, aos significados atribuídos às palavras e orações empregadas na língua portuguesa, sendo recursos essenciais para a adequada interpretação de textos. Para saber exatamente o significado delas, ver exemplos e demais informações relevantes, confira nosso artigo.

O que é denotação?

Denotação refere-se a sentido denotativo que, por sua vez, significa um sentido próprio, literal e real independentemente do contexto em que a palavra, oração ou período aparecem. Resumidamente, podemos dizer que denotação é o sentido exato da palavra, não cabendo maiores interpretações.

Exemplos:



  • O gato é um mamífero.
  • Já li esta notícia do jornal.
  • O empregado limpou o jardim.
  • A mulher estava cansada.

Como é possível observar, o uso da denotação tem por objetivo transmitir uma mensagem ao receptor de forma objetiva e clara, evitando equívocos na interpretação e desempenhando uma função estritamente prática e utilitária. Por essas razões, esse tipo de linguagem é muito utilizado em textos informativos, tais como: regulamentos, jornais, manuais de instrução, artigos científicos, bulas de medicamentos etc.

O que é conotação?

O termo conotação está associado a sentido conotativo que, por sua vez, refere-se a palavras utilizadas no sentido figurado, ou seja, que pode ter diferentes significados de acordo com o contexto no qual ela é empregada. Por esse motivo, textos construídos utilizando conotações requerem maior habilidade de interpretação, já que a linguagem não é tão objetiva como nos casos da denotação.

Exemplos:

  • Hélio tem um coração de pedra.
  • Mariana é um sol na vida de todos.
  • Minha vida é um mar de esperanças.

Conforme é possível perceber, a conotação assume um sentido simbólico e figurado, o qual o grande objetivo é provocar sentimentos em quem está recebendo a mensagem. Esse recurso é muito perceptível na literatura, na linguagem poética, em letras musicais, nos anúncios publicitários e em conversas informais no dia a dia.

Como diferenciar denotação e conotação

A dica de ouro para aprender diferenciar denotação de conotação é analisar a estrutura e contexto no qual determinada palavra ou frase aparece.

Desse modo, é possível atribuir com segurança quando é utilizado sentido denotativo ou quando é empregado o sentido conotativo. Vejamos exemplos de frases.



Iremos usar a palavra “fera” em contextos diferentes:

1 – Os domadores do circo conseguiram enjaular a fera depois de muito sacrifício. (nesse caso, a palavra “fera” é empregada no seu sentido real, literal e objetivo).

2 – Maurício ficou uma fera quando soube do resultado da prova. (nessa ocasião, a mesma palavra “fera” assume um sentido figurado que dá a entender que Maurício ficou muito irritado).

3 – Aquele aluno é fera em geografia. (nesse caso, a palavra “fera” também assume um sentido figurado, dando a entender que o aluno é muito bom em geografia).



Exemplo de um texto com sentido denotativo

“O Manual de Procedimentos de Segurança da nossa indústria tem por objetivo fornecer orientações precisas no que diz respeito à ação que os colaboradores deverão adotar nos casos de perigo causados pela ação do fogo, da água ou problemas elétricos.”

Exemplos de conotação na literatura

denotação e conotação

Para saber ainda mais como diferenciar denotação e conotação, vejamos exemplos do sentido conotativo utilizado na literatura:

Amor é fogo que arde sem se ver



Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói, e não se sente;

É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;

É nunca contentar-se de contente;
É um cuidar que se ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;

É ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,

Se tão contrário a si é o mesmo Amor?

(Luiz Vaz de Camões)

Exemplos de conotação na música

“Choram as rosas
Porque não quero estar aqui
Sem seu perfume
Porque já sei que te perdi
E entre outras coisas
Eu choro por ti.”

(Trecho da Música “Choram as Rosas”, de Bruno & Marrone).

Por meio desses e muitos outros exemplos fica muito mais fácil diferenciar denotação e conotação, sendo possível principalmente melhorar bastante a habilidade de interpretação de textos, essencial para um bom desempenho nos estudos e na vida profissional.

Gostou do nosso artigo sobre Denotação e Conotação? Compartilhe!

Imagens: aprovadoapp.com.br /  kaptest.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − quatro =