11 Conectivos para Redação – Tabela com Lista e todos Tipos (Exemplos)


Os conectivos para redação estão entre os principais elementos de coesão que garantem a coerência aos textos, fazendo com que eles fiquem mais claros e compreensíveis ao leitor. De forma simples, podemos dizer que os conectivos, funcionam como o “cimento” de uma redação, sendo essenciais para tirar as melhores notas.

11 tipos de Conectivos para redação

1) Aditivos

Tratam-se dos conectivos para redação mais comuns, que possuem a função de indicar soma entre as orações, ideias ou argumentos. Alguns conectivos aditivos são: e, mais, que, mas também, como também, além disso, também, a propósito, em adição, some-se a isto.

Exemplos:



a) Os rapazes venceram a partida e foram comemorar.
b) Gustavo ficou furioso. Além disso, falou tudo que pensava.

2) Conclusivos

Esse tipo de conectivo é usado principalmente na etapa de conclusão de um parágrafo, dando maior clareza e compreensão ao raciocínio adotado. Os conectivos conclusivos também podem assumir a função de resumo de uma ideia ou argumento. Os conectivos conclusivos ou de resumo são: assim sendo, nesse sentido, em suma, em síntese, em resumo, enfim, assim, portanto, desse modo, dessa forma, dessa maneira.

Exemplos:

a) Nesse sentido, é possível observar que a lei precisa de alterações.
b) Dessa maneira, a análise fica condicionada a novas informações.

3) De consequência

O papel desses conectivos é explicar as causas e consequências de determinado fenômeno ou ação, oferecendo maiores detalhes ao leitor quanto ao tema abordado. Os conectivos de consequência são: por isso, por consequência, em virtude de, por conseguinte, por causa de, assim, de fato, como resultado, uma vez que, portanto, visto que.

Exemplos:



a) A poluição está afetando cada vez mais o ser humano. Como resultado, surgem inúmeras doenças.
b) Por causa de muitas irregularidades, nosso país sofre com a falta de recursos.

4) Semelhança

Os conectivos para redação de semelhança têm por objetivo estabelecer uma relação com um conceito ou ideia já mencionada anteriormente no texto. São conectivos de semelhança: da mesma forma, igualmente, assim também, similarmente, semelhantemente, do mesmo modo, por analogia, de maneira idêntica, de acordo com, segundo, conforme, tanto quanto, bem como.

Exemplos:

a) Conforme muitos autores mencionaram, a política brasileira é fruto de muitas desigualdades.
b) Rodrigo estava cansado. Da mesma forma, Lúcia se sentia triste.



5) Tempo

Servem para indicar o tempo referente ao desenvolvimento de uma ou mais ações mencionadas. Esses conectivos são: quando, em seguida, até que, quando, por fim, depois de, antes que, a tempo, às vezes.

Exemplos:

a) Quando amanhecer, tomarei diversas providências.
b) Antes que o dia termine, falarei com ela.

6) Exemplificação

Como o próprio nome sugere, servem principalmente para exemplificar ideias de maneira mais clara. Os conectivos de exemplificação são: por exemplo, como, decerto, provavelmente, por certo, quando se fala, o referido, só para ilustrar.



Exemplos:

a) Quando se fala em trabalho infantil, o Brasil possui índices alarmantes.
b) O artigo 9º da referida lei, por exemplo, fala detalhes sobre o assunto.

7) Reafirmação

Esses conectivos são utilizados para reafirmar uma ideia já colocada, enfatizando o raciocínio adotado ao leitor. Esses conectivos são: em outras palavras, em resumo, certamente, realmente, efetivamente.

Exemplos:

a) Em outras palavras, é possível observar que tudo estava de acordo com a lei.
b) Efetivamente, Rodrigo estava certo.

8) Contraste e concessão

conectivos para redação

Esses tipos de conectivos são utilizados quando o autor deseja contrastar as ideias, ou seja, demonstrar o contrário do que foi exposto. Esses conectivos são: ademais, por outro lado, ao passo que, porventura, mas, porém, entretanto, todavia, ao contrário, em vez de, ainda que, enquanto.

Exemplos:

a) Por outro lado, é necessário considerar o que dizem os especialistas.
b) Lucas foi promovido, porém, não estava feliz.

9) Citação

Esses conectivos para redação servem para iniciar frases quando é necessário fazer a referência ou citação de um autor estudado. Esses conectivos são: conforme o autor, para o autor, de acordo com o autor, o autor afirma, na visão do autor, segundo o autor.

Exemplos:

a) De acordo com o autor, um dos maiores educadores brasileiros foi Paulo Freire.
b) Na visão do autor é preciso alterar a legislação vigente.

10) Explicação

Esses conectivos para redação são utilizados para expressar uma relação de explicação, razão ou motivo. Os principais conectivos explicativos são: ou seja, isto é, porque.

Exemplos:

a) Mariana estava com ansiedade em fazer a prova, ou seja, sentia medo.
b) Mauro não foi à festa porque sentiu sono.

11) Ênfase

Os conectivos para redação do tipo ênfase são utilizados quando o autor do texto deseja ressaltar alguma informação, ideia ou raciocínio. Esses conectivos são: certamente, indubitavelmente, sem dúvida, com certeza, inegavelmente, inquestionavelmente.

Exemplos:

a) Sem dúvida, Marcos não estava envolvido no furto.
b) Inquestionavelmente, Valéria era a melhor aluna da sala.

O uso desses conectivos para redação, de acordo com o contexto do tema, é determinante para que as notas nas provas estejam entre as melhores, o que inclui Enem e vestibulares.

Lista de conectivos

Conectivos de soma, conclusão, contraposição, alternância, comparação, justificativa, conformidade, condição, proporção, finalidade, consequência, dúvida, afirmação, negação, explicitação, sequência, reformulação e resumo.

Imagens: unicesumar.edu.br / conamp.org.br