Coesão e Coerência – Exemplos de Frase, O que é, Resumo e Dicas


Os conceitos de coesão e coerência são fundamentais para elaborar bons textos, incluindo as redações aplicadas no Enem, vestibulares e concursos públicos. Para saber qual a diferença e significado desses termos, confira nosso post.

O que é coesão?

A coesão de um texto consiste numa conexão linguística que possibilita a ligação das ideias no decorrer do texto, facilitando a transmissão do conteúdo e entendimento por parte do leitor. Os chamados elementos de coesão são utilizados com o objetivo de interligar as palavras e facilitar a compreensão. Entre os elementos utilizados, estão os pronomes, advérbios, sinônimos, conectivos etc.

Há dois tipos de coesão textual: a referencial e a sequencial. A referencial consiste no vínculo entre as palavras, orações e períodos dentro de um texto. A sequencial consiste na marcação da passagem do tempo, por meio de marcadores verbais e conectivos.



O que é coerência?

A coerência é fundamental para a compreensão e interpretação do conteúdo do texto, estando vinculada à coesão. A principal função da coerência é possibilitar a construção dos sentidos do texto, formando o encadeamento das ideias. A coerência textual faz com que o texto tenha uma relação lógica e organizada de ideias que se complementam, sendo que a ausência de coerência prejudica bastante o entendimento do leitor quanto às ideias e conteúdos abordados.

A importância da coesão e coerência

Depois de saber os conceitos de coesão e coerência, é importante ter claro a importância deles na realização de provas de português e redação e também para as pessoas que trabalham em áreas relacionadas à escrita. Vejamos os principais fatores de importância da coerência e coesão:

  • Facilita a compreensão e interpretação do texto;
  • Favorece o bom encadeamento das ideias, permitindo que o leitor identifique a essência do texto, independentemente de qual tipo ela seja (dissertativo, narrativo etc.);
  • Permite que o texto seja rico nos recursos oferecidos pela Língua Portuguesa, melhorando bastante a qualidade da escrita;
  • Torna o texto mais leve e fácil de ler, incentivando os leitores e deixando claro o raciocínio utilizado.

6 dicas para melhorar a coesão e coerência

coesão e coerência

1 – Use sinônimos

O uso de sinônimos evita que o texto fique repetitivo e cansativo, fazendo com que o leitor consiga compreendê-lo com maior facilidade. Apenas para relembrar, um sinônimo é uma palavra escrita de forma diferente, mas que possui o mesmo significado.

Exemplos:

  • No entanto = porém;
  • Carro = automóvel;
  • Casa = residência;
  • Lição = ensinamento;
  • Adversidade = problema.

2 – Coloque conjunções coordenativas

As conjunções coordenativas são fundamentais para a compreensão do texto, exercendo um papel fundamental para a coesão e coerência.



Exemplos de cada tipo de conjunção:

  • Aditivas: mas também, nem, e, mas ainda;
  • Adversativas: entretanto, contudo, não obstante, mas, porém, no entanto, todavia;
  • Alternativas: ora… ora, já… já, ou… ou, quer… quer;
  • Conclusivas: portanto, por isso, assim, então, por conseguinte, logo, então, pois (depois do verbo);
  • Explicativas: que, porque, porquanto, pois (antes do verbo).

3 – Releia o parágrafo

Uma forma de analisar a coerência e coesão de um texto é sempre ler o parágrafo assim que terminar de escrevê-lo, analisando a interligação dele com o conteúdo anterior. Essa leitura também ajuda na construção dos próximos parágrafos e favorece uma excelente conclusão.

4 – Evite palavras complicadas

O uso de palavras muito complicadas dificulta a compreensão do leitor e, quando essas palavras são colocadas fora de contexto, comprometem totalmente o encadeamento das ideias. Por isso, o ideal é utilizar palavras que sejam de fácil compreensão, utilizando termos técnicos ou estritamente acadêmicos desde que eles sejam cabíveis.

Por exemplo, o vocabulário específico de um curso de Direito deve ser adotado no ambiente acadêmico e profissional dessa área.



5 – Coloque-se no lugar do leitor

Colocar-se no lugar do leitor é uma excelente maneira de melhorar a coesão e coerência, fazendo com que você identifique como melhorar o conteúdo e tornar mais fácil o entendimento. Uma dica aqui é ler o texto em voz alta e pensar no perfil de leitor a quem este texto é indicado.

6 – Leia mais

Ler é a estratégia número um para quem precisa (e deseja) escrever textos de qualidade. À medida que aumentamos a frequência da leitura, também nos familiarizamos com as estruturas utilizadas pelos autores e, na hora de fazermos nossos textos, a qualidade melhora naturalmente (e sem tanto esforço).

Com essas informações e seguindo essas dicas, a coesão e coerência dos seus textos terão excelentes resultados.

Imagens: blog.unifoa.edu.br /  altoastral.com.br