Hipérbato ou Inversão – Figuras de Linguagem – Exemplos e O que é?

hiperbato-ou-inversao

 

Hipérbato ou Inversão é uma figura de construção ou sintaxe caracterizada pela troca na sequência normal dos termos da oração. Neste caso, ocorre uma inversão ocasionando uma mudança, onde a ordem direta destes termos é alterada.

Isto quer dizer que, a disposição usual do sujeito, verbo, complementos e adjuntos, fica diferenciada. O arranjo padrão destes elementos na oração não é considerado.

 

Exemplos de Hipérbato

Alguns exemplos típicos de Hipérbato são   encontrados na letra   do Hino Nacional   Brasileiro.

Observe:

  • “Ouviram do Ipiranga às margens plácidas, de um povo heroico o brado retumbante …”

Letra: Joaquim Osório Duque Estrada

Música: Francisco Manuel da Silva.

Notamos que houve troca na ordem de alguns dos elementos da oração. A sequência lógica seria:

“Ouviram o brado retumbante de um povo heroico, às margens plácidas do Ipiranga.     

Um outro exemplo, também em um verso do Hino Nacional Brasileiro:

  • “Do que a terra mais garrida, teus risonhos lindos campos têm mais flores.”

Utilizando os termos da oração na ordem direta ou usual teremos:

“Teus campos risonhos, lindos, têm mais flores do que a terra mais garrida.”

 

Hipérbato é também Inversão

Eles mudam a ordem direta dos termos da oração

Observe que em ambos os casos, fica difícil para identificarmos os elementos da oração na letra original conforme foi escrita por Joaquim Osório Duque Estrada. Também torna-se mais complexo entender o texto e fazer uma correta interpretação.

Isto acontece devido à troca na posição lógica e mais comumente usada, destes elementos. Mas você sabe qual é a ordem direta dos termos de uma oração?

 

Hipérbato e a ordem direta dos termos de uma oração

Quando falamos de uma ordem direta dos elementos em uma oração, estamos nos referindo a posição mais comum e mais usada por todos. Foi convencionada pelos gramáticos, mas não é exigida como única forma de escrita.

Esta ordem aponta a seguinte sequência: sujeito – verbo – complementos. O hipérbato nos permite modificar esta lógica e por isto também é chamado de Inversão.

 

Veja mais exemplos de Hipérbato ou Inversão

Confira também, como seria a ordem direta. Note porém, que as duas formas estão   expressas de forma correta na Língua Portuguesa.

Hipérbato Ordem direta
São como cristais suas lágrimas.

 

Suas lágrimas são como cristais.
Batia acelerado meu coração.

 

Meu coração batia acelerado.

 

Tremiam suas mãos inseguras. Suas mãos inseguras tremiam.
Passeava ela pelo jardim florido. Ela passeava pelo jardim florido.
Estudam ansiosos os candidatos para o ENEM. Os candidatos para o ENEM estudam ansiosos.
A assustada menina gritou por socorro. A menina assustada gritou por socorro.
Alegrias e dores terás pela vida. Terás pela vida alegria e dores.

 

Hipérbato não é um texto sem nexo

Talvez, vocês estejam pensando que esta troca é um erro. Mas, é válido reafirmar que existe uma maneira convencional de colocação dos elementos em uma oração. Porém, inverter estes elementos para dar mais ênfase, expressividade e significância ao texto é perfeitamente permitido. E é exatamente isto que o Hipérbato possibilita.

Podemos dizer que a Língua permite esta forma de escrita e de fala invertidas. E isto é possível porque não há na verdade, uma sequência ou ordem que sejam únicas e imutáveis. O que se exige é que a mensagem tenha sentido para ser compreendida.

Porém, é preciso alertar para os casos em que a troca ocasiona uma desorganização das palavras sem nenhum critério. Estes casos não são considerados hipérbato.

 

Mais Exemplos de Hipérbato

  • Triste situação ele enfrenta. – Há inversão na oração – Caracteriza-se Hipérbato.

Também podemos dizer:

  • Enfrenta ele triste situação – Também considera-se Hipérbato
  • Ele enfrenta situação triste. – Aqui a oração está escrita na forma convencional, ou seja, colocando os termos da oração na ordem direta, que é o mais comum. (Sujeito- verbo- complemento).
  • Triste enfrenta ele situação. – Observe que aqui ocorre uma troca na posição das palavras. Porém, a mensagem não tem sentido, não tem nexo. Portanto aqui, não há Hipérbato. Ocorre apenas um embaralhamento de palavras.

Isto quer dizer que não podemos simplesmente escrever sem uma adequada organização de pensamento.

Hipérbato ou Inversão é uma forma de dar mais ênfase ao texto, criando   uma mensagem mais expressiva e interessante. Usar esta figura de sintaxe e construção é perfeitamente correto. E agora que você já entendeu como fazer, que tal experimentar?