Tipos de textos – quais são? Estilos e Dicas

tipos-de-textos

Os tipos de textos nada mais são que a forma com a qual eles se apresentam, determinando uma estrutura padrão com a qual cada texto deve ser construído. Para saber detalhadamente quais são todas essas tipologias textuais, confira nosso post.

Os 5 principais tipos de textos

1 – Dissertativo

Trata-se de um tipo de texto que tem por objetivo analisar, interpretar, explicar e avaliar dados reais. De forma geral, a dissertação requer reflexão e opiniões fundamentadas a respeito de fatos, sendo solicitado também uma certa posição crítica com relação ao assunto/tema apresentado.

A estrutura de um texto dissertativo contempla introdução, argumentação e conclusão. Na parte da introdução deve-se apontar a ideia-chave ao ser trabalhada no texto com base no tema proposto, sinalizando o posicionamento que será adotado no decorrer da argumentação.

A argumentação ou desenvolvimento do texto dissertativo consiste em fundamentar, justificar ou dar sustentação ao posicionamento adotado com relação ao tema.

A conclusão, além de fechar o raciocínio desenvolvido no decorrer do texto, tem como objetivo apontar uma solução ou alguma expectativa futura com relação ao tema desenvolvido.

É importante frisar que a dissertação é o tipo de texto mais solicitado em provas como Enem, vestibulares e concursos, prezando principalmente pela objetividade adotada pelos candidatos e conhecimento quanto ao tema proposto.

2 – Narrativo

Sendo um dos Tipos de textos mais conhecido. O sinônimo de narrar consiste em descrever ou contar fatos (verdadeiros ou não), podendo também mesclar dados reais e imaginários que sejam contextualizados em tempo e lugar, possuindo uma estrutura mínima com relação a um ou mais personagens.

Há basicamente 3 tipos de foco narrativo, sendo eles:

  • Narrador-personagem: quando quem conta a história é também o personagem ou um dos personagens participando na história. Essa forma de narrar deve ser feita em 1ª pessoa;
  • Narrador-observador: é quando o narrador conta a história como um observador, transmitindo ao leitor os detalhes de tudo que acontece. Essa narração é realizada em 3ª pessoa;
  • Narrador-onisciente: é aquele narrador que sabe tudo a respeito de todos os personagens e da história como um todo, revelando sentimentos e pensamentos íntimos dos personagens. Trata-se de uma narração feita em 3ª pessoa.

A estrutura da narração, geralmente contempla:

Apresentação

Nesse momento o narrador torna conhecidos os personagens, circunstâncias, tempo e lugar onde a história ocorre ou ocorreu, contextualizando o enredo.

Complicação

Trata-se da parte do texto na qual ocorrem as ações, encadeamentos, sucessão de fatos e demais circunstâncias que conduzem ao clímax da história.

Clímax

O clímax por sua vez consiste em um ponto/momento determinante da narração, em que as ações e encadeamentos atingem um momento-chave, crítico ou desfecho inevitável.

Desfecho

Trata-se da solução ao conflito originado/vivido pelos personagens ou provocados pelas circunstâncias e respectivos encadeamentos.

A narração está entre os tipos de textos mais utilizados na literatura, sendo aplicada em:

  • Contos;
  • Crônicas;
  • Romances;
  • Histórias infantis;
  • Fábulas;
  • Novelas;

3 – Descritivo

Esse tipo de texto refere-se a um relato objetivo ou subjetivo (até mesmo de cunho poético) quanto a uma pessoa, lugar, objeto, animal etc., sendo possível descrever também, numa abordagem mais subjetiva ou abstrata, sentimentos, sensações e percepções.

Uma das principais características da descrição é o uso de adjetivos, classe de palavras que serve justamente para conferir atributos (bons ou maus) ao que está sendo descrito no texto.

A descrição é um dos tipos de textos mais utilizados na escrita de biografias, autobiografias, relatos, notícias, diários, folhetos turísticos, currículos, classificados, cardápios e listas de compras.

4 – Injuntivo ou de instrução

Consiste em um tipo de texto no qual o objetivo é indicar como deve ser realizada uma ação ou predizer/persuadir determinados acontecimentos e/ou comportamentos.

A característica básica de textos injuntivos ou de instrução consiste numa linguagem simples e objetiva e na utilização de verbos no imperativo com a finalidade de estimular/persuadir o destinatário/leitor a praticar ações.

Esse tipo de texto é empregado principalmente em: propagandas, eventos, editais, convenções, regras, leis, receitas culinárias, manuais de instrução, previsão do tempo e bulas de remédio.

5 – Expositivo

Como o próprio nome sugere, esse tipo de texto tem como objetivo principal expor/apresentar informações a respeito de um fato ou objeto específico, elencando características e utilizando uma linguagem clara e objetiva.

O texto expositivo é utilizado principalmente nos seguintes gêneros: artigos científicos, reportagens, fichamentos, resumos, seminários etc.

Resumo para fixação

Para facilitar a compreensão e diferenciação quanto aos tipos de textos, algumas palavras são determinantes na definição das tipologias:

Narração: Narrador, personagens, tempo, espaço e enredo (história);

Descrição: Retrato verbal, comparação, enumeração e adjetivos;

Exposição: Impessoalidade (notícia jornalística), fatos e informações;

Injunção: Instruções, manuais, receitas e bulas;

Dissertação: Argumentação, exposição de ideias e fundamentação.

tipos-de-textos-escrever

Por que é importante diferenciar os tipos de textos?

Sobretudo no caso dos estudantes que necessitam fazer o Enem ou participar de vestibulares, é de suma importância ter bem claro sobre a que se refere cada tipo de texto, já que disso depende toda a estrutura a ser utilizada (e cobrada) pelos examinadores das provas.

Dicas de como escrever melhor

Independentemente do tipo de texto utilizado, em todos eles é indispensável seguir algumas dicas para escrevê-los da melhor maneira possível, aumentando a qualidade e é claro, as chances de obter melhores notas no Enem, vestibulares e concursos públicos. Essas dicas são:

Utilizar sinônimos

Para evitar a repetição de palavras ou termos, uma dica de ouro na elaboração de textos é fazer uso de sinônimos, ou seja, palavras diferentes mas que possuem significado idêntico ou muito semelhante. Essa simples dica torna o texto mais leve e fácil de compreender.

Boa pontuação

Uma vírgula ou ponto fora do lugar causam sérios prejuízos à compreensão de todos os tipos de textos. Por esse motivo, estudar (ou rever) regras simples de pontuação é de grande ajuda para obter uma nota melhor.

Coesão

Todo texto, independentemente de sua tipologia, necessita de uma boa coesão. Isso significa manter uma ligação harmônica entre todas as partes do texto, facilitando a contextualização e compreensão por parte do autor.

Estudar os tipos de textos é essencial para aprimorar a construção deles, sendo item necessário tanto para alunos do ensino médio e faculdade como também para profissionais como escritores, redatores, jornalistas e etc.

Gostou do nosso artigo sobre Tipos de textos? Compartilhe!

Imagens- produzindo.net       vortexmag.net


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *