Antítese – Figura de Linguagem – Exemplo – O que é ?

antitese

 

Antítese é uma figura de linguagem muito utilizada no dia-a-dia. Saiba mais sobre ela. Veja os conceitos e entenda com exemplos. Saiba diferenciá-la de Paradoxo.

 

O que é Antítese?

Antítese é a figura de estilo que usa palavras ou expressões com sentidos opostos, que contrastam entre si. Ocorre quando há a aproximação destes termos contrários. Esta aproximação dá ênfase à frase e assegura maior expressividade à mensagem a ser transmitida.

Por ser uma figura de linguagem, que pertence à categoria das figuras de pensamento, carrega sempre um tom conotativo.

São exemplos de Antítese:

  • A sina dos médicos é conviver com a doença e a saúde.
  • Ele estava entre a vida e a morte.
  • A vida é mesmo assim, um dia a gente ri e no outro a gente chora.
  • Alegrias e tristezas são constantes da vida.
  • A educação é luz sobre trevas.
  • O soldado contava suas derrotas e vitórias.
  • O amor e o ódio são sentimentos bem próximos.
  • Uma linha tênue separava a verdade da mentira.

Uma observação interessante é o fato de não acontecer contradição entre os antônimos usados. Apesar de serem opostos, eles não se contradizem, ao contrário dão maior destaque à ideia que está sendo desenvolvida.

A antítese dá ao texto maior ênfase, pois os termos contrários, próximos, reforçam a mensagem que se quer passar.

Antítese – Só para contrariar

Como podemos observar, a antítese é a figura do oposto, de tudo aquilo que se contraria e que é inverso um do outro. É um recurso linguístico muito usado na fala e na escrita. É estratégia utilizada com frequência, especialmente na poesia e na música.

Está presente na música e na literatura

exemplos-antitise-musica-literatura

Antítese se faz presente na música. Podemos encontrar um exemplo na canção de Victor e Leo “Meu Eu em você”. Aqui está um trecho, onde além da Antítese, encontramos também Metáfora.

Veja onde está a Antítese

“Sou teu céu e teu inferno, a tua calma.

Sou teu tudo, sou teu nada

Eu sou o teu mundo, sou teu poder”.

A antítese é encontrada nos versos:

Sou teu céu e teu inferno,

Sou teu tudo, sou teu nada

E o exemplo de Metáfora onde está?

A metáfora está nos versos:

Eu sou o teu mundo.

Outra música que tem em seus versos exemplos de antítese é “Certas Coisas” de Lulu Santos. Observe o trecho abaixo:

Não existiria som se não houvesse silêncio

Não haveria luz se não fosse a escuridão

…Dia e noite, não e sim.

A presença da Antítese é notada nos termos que se contradizem e ao mesmo tempo completam o sentido do texto.

  • Som e silêncio;
  • Luz e escuridão;
  • Dia e noite, sim e não.

Antítese ou Paradoxo

diferenca-antitese-paradoxo

É bastante importante saber diferenciar Antítese de Paradoxo. É comum confundi-las, devido às suas características semelhantes. Ambas são figuras de linguagem e fundamentam-se na oposição. Porém há diferença entre elas.

A Antítese utiliza palavras que são opostas quanto ao sentido, mas que apesar de serem contrárias, reforçam a mensagem que se deseja passar. O Paradoxo também utiliza a oposição entre dois termos contraditórios, mas estes referem-se a uma mesma ideia ou pensamento.

 

 

Veja os exemplos e perceba a diferença:

 

Antítese

Nos versos de Cazuza há Antítese:

O mundo inteiro acordar e a gente dormir, dormir…

Constitui Antítese pois são duas ideias antônimas ou contrárias, enfatizando a mensagem. Enquanto o mundo inteiro vai acordar, a gente vai dormir. Se refere a duas condições e personagens diferentes, um que vai acordar e outro que vai dormir.

Paradoxo

Na música “Simples Carinho” de Ângela Rô Rô, encontramos Paradoxo nos versos:

Pois ontem à noite

Sonhando acordada

Dormi com você

“Acordada e dormi” são duas palavras opostas que usam um mesmo referente. Elas se juntam e dão ao contexto um mesmo sentido. Os termos estão fundidos em uma mesma ideia.

livro-figuras-linguagem

Mais exemplos:

Outro exemplo de Paradoxo está na música “Tiranizar” – de Caetano Veloso. Observe os versos:

“Se… me prender

Vai ter que … me soltar

(Retirado do site letras.mus.br/caetano-veloso/tiranizar)

O paradoxo está na contradição que há entre uma coisa e outra. Como alguém pode estar preso e solto ao mesmo tempo? Percebemos que são duas coisas que se opõem, mas estão fundidas em um mesmo sentido. O eu lírico coloca uma condição. Ficar preso pelo amor, desde que seja com liberdade.

Concluindo

Para concluir podemos dizer que a Antítese ocorre quando há proximidade entre palavras que expressam ideias contrárias.